Dev. Software/ Dicas

7 maneiras de se tornar produtivo no desenvolvimento de software

produtividade

Ante-ontem dei uma rápida palestra para uma equipe de desenvolvedores de software via Connect e a palestra era mais motivacional do que propriamente dita “técnica”.

Papo vai e papo vem, como uma boa conversa com aquele amigo que você não ver a anos, querendo ou não você aprende mais com quem esta lhe escutando do que em livros ou em pesquisa. E acabei juntando essa soma de idéias em uma compilação de 7 maneiras de se tornar mais produtivo, mais divertido trabalhar com software. Ao contrário de muitos artigos ou “delatores de regras”, essa lista de 7 coisas vai fazer você tirar muito mais proveito de sua vida profissional como profissional de TI do que em qualquer outra área que você venha a conhecer.

 

1 – Desligue-se de mensagens instantâneas 

É quase impossível nos dias de hoje, mais o mito de que Facebook, MSN, Gtalk, IRC, ser super importante para o processo evolutivo de um produto é quase um Tabú. E mexer nesse assunto é o mesmo que mexer em um vespeiro! Vai sair gente com tudo que é tipo de articulação para defender o uso.

Eu diria ao contrário, relacione-se mais com seu colega de equipe, apesar de tudo ele está quase próximo de você e uma conversa pessoal ou até mesmo a pausa para o café é importante para sua socialização ou personificação de um perfil profissional.

Há quem diga que passar alguns dias fora desses mensageiros instantaneos você acaba virando novidade quando encontra seus amigos de rede social;Tendo muito mais assuntos para conversar e também marcar o shopp do final de semana.

Não seja amigo de seu colega de trabalho apenas no expediente, nunca se sabe o que você ou ele será no futuro. Amizade e Networking começa nesses pequenos atos.

2 – Desafie seus limites

Não acomode-se por que você é fera em um assunto e domina apenas tecnologia X, seja poliglota, eu acredito que nas próximas 2 décadas, saber escrever um programa ou  “falar um idioma de bytes”, será quase importante quanto saber o inglês nos dias de hoje. A programação está se tornando uma linguagem universal e quem não souber programar em um único idioma de bytes, está sujeito a fadar na lista negra de analfabetos bytianos.

É importante que você seja o Expert prático naquela linguagem X e não um Expert Didático, saber definir bem esses dois pontos é super importante, tirando proveito dessa articulação e repassando o que você sabe para seus colegas da mesma área. Ser um expert prático vai lhe garantir referências, destaque, porém com o passar do tempo você ficará conhecido apenas por aquele rótulo “Zé da Borracharia”, “João Pintor”. Desapegue-se apenas de uma tecnologia.

Assim como o mundo tem diversas escolhas sexuais, espirituais, políticas, etc. O mundo de desenvolvimento também tem diversas opções, então seja culto, aprenda outras também que vão de seu perfil, quando digo aprenda outras, não quero dizer que saia e vá estudar tudo que é linguagem que existe por ai. Quero que você tenha sintonia no que você está querendo aprender, todos querem aprender a tocar violão porém outros se identificam melhor com a guitarra. Assim é a vida, adapte-se com aquilo que é dado e não julgue pelo que não é.

3 – Corrija seus erros

Sempre surge aquele boato “Fiquei sabendo que fulano…”. Quando ouvir isso saia correndo e/ou interrompa quem estiver começando a dizer isso.

Conversas fiadas atrapalham sua vida profissional, alheie-se apenas no que diz respeito a coisas positivas que tenham uma construção melhor em sua carreira, a vida é cheia de tropeços e quem erra tem o direito de consertar o que errou, não adianta, agente achar que nunca acontecerá conosco, vai acontecer sempre, é um inifity loop.

Minha esposa sempre me diz “A vida é um pé de manga, hoje eu mango de tu, amanhã você manga de mim”. Então pare de se importar com erros dos outros e não aprenda a errar como eles, aprenda com os seus.

Seus erros são muito mais importantes de serem corrigidos do que os erros dos outros. Você aprenderá mais com os seus, tendo mais chances de não repeti-los.

Viva positivamente, se você acreditar que enxerga dessa maneira a vida, ela vai lhe surpreender todos os dias.

 

4 – Seja organizado

Saiu sem pentear os cabelos, nem tirou a poeira do sapato? Ainda está com a calça jeans da semana passada sem lavar? Come on!

Organização não é apenas um código limpo, bem polido, poucas rotinas, organização começa no se arrumar para ir trabalhar, agente anda relaxado de vez em quando até pode, o que não pode é o sempre. Pega mal e você nunca será encarado como um bom profissional e sim um quebra galho.

Sei que alguns discordam, mais não tente ser um metro sexual ou coisa do tipo, apenas mais limpinho, a limpeza do corpo é a limpeza da alma, uma organização pessoal é fundamental para você se sentir bem e produzir com muito mais animo a sua arte de escrever código.

Organize suas idéias seja em papel ou digitalmente, mais nunca deixe de organiza-las, não importa o método que você escolha, mais nunca deixe suas idéias confundir o seu dia, no final você vai acabar acreditando que não fez nada, e não fez mesmo!

Use um bom gerenciador de versões, mesmo para documentos como word, excel e powerpoint, agente faz  “merda” toda hora e é bom dá um CTRL+Z de vez em quando, imagine que é importante controlar aquilo que você faz, uma idéia vem e vai toda hora do dia, você pode se arrepender ou não, pode avançar ou voltar. Controlar o que você está fazendo só mesmo em nossa área.

 

5 – Gaste menos

Economize tempo em coisas que não são interessantes para sua vida e profissão. Saber gastar e administrar o tempo em horário de trabalho é a maneira mais equilibrada de ser produtiva.

Ter uma regra ou ciência exata para isso, vai depender de cada caso, uma fórmula para essa equação só mesmo na prática, gastando seu tempo em coisas que são pertinentes ao projeto e ao seu dia-a-dia.

Deixe para ler notícias de caminhão virado na Marginal para depois, seu time de futebol fez gols no final de semana? Aproveite as pausas e não faça disso um mantra para puxar assunto todo santo dia. Tem coisa mais chata do que gente sem assunto que só fala de trabalho e de seu time?

Gaste mais tempo conduzindo as soluções de problemas existentes na sua vida, na sua carreira, quer ver uma maneira radical? Jogue a TV fora!  “Brincadeira”. Mais pense bem ao gastar seu tempo com coisas que realmente são irrelevantes.

Já deve ter escutado “Pense fora da caixa”, mais como se eu vivo fora dela? Então você já vive fora da caixa, basta agora alinhas seu tempo com suas atividades.

Voltar para casa e saber que seu dia foi hiper produtivo, vai lhe dá uma sensação ótima.

 

6 –  Vá para festas

Não aquela festa de ritmo batido e que faz todos enjoarem; Quando eu digo vá para festas, eu digo Eventos.

Eventos são a melhor forma de você matar  10 coelhos com uma paulada só. Em um só evento você ver “Seus desafetos, suas ambições, faz networking, conhece gente nova, distribui seu cartão de visita, come, pega panfletos sem sentido algum, assiste palestras sem cunho prático, faz perguntas que nunca irá usar e por último vai pagar caro para fazer tudo isso.

Agora se você vai em eventos para se divertir, ver como os outros estão trabalhando, como se apresentam, comer, beber, jogar conversa fora com aquele pessoal que você não ver em pessoa faz tempo, participar das palestras e fazer anotações sobre pontos importantes para depois pesquisar no google. Ótimo, você realmente foi para festas.

Aproveite esses eventos faça networking e todo o resto, porém nunca esqueça de se divertir, divertindo-se de forma saudável, você vai encontrar um balanço sentimental sobre sua área e começar a enxergar pela tangente da coisa, se arriscando na perfeição de sua arte.

Divirta-se.

 

7 –  Comente construtivamente

Sempre que você ver um material, artigo, tweet, outro comentário ou código seja construtivo. A humanidade sempre aprendeu que destruir para depois construir é o atalho mais sensato da existência da vida humana. Seja um pouco fora desse planeta, como eu comentei no item 3, seja construtivo nos argumentos, ajude quem ao seu ver está errando, comentando e deixando sua opinião.

O tal de “Fi de beck aka:. feedback”, é importante para quem se propõe a fazer algo diferente do que você está acostumado a ver todo santo dia. Construir um pensamento em conjunto é muito mais divertido do que dividi-los e separar por grupo. Eu sei que ninguém é igual a ninguém, mais não custa nada você colocar seu  IMHO para o colega de área de maneira construtiva, até um mísero comentário em um código é de grande ajuda.

Construa comentários, seja paciente com as diferenças no mundo.

 

Essas são dicas fundamentais para você ser um bom desenvolvedor que vive atarefado e desmotivado.

Até a próxima.

6 thoughts on “7 maneiras de se tornar produtivo no desenvolvimento de software

  1. Excelente artigo Igor. Com certeza o 7º é extremamente produtivo, quando se conversa em equipe e se busca uma solução em conjunto, há crescimento para todos e a gente se sente realmente parte de um time que se importa com a nossa opinião, o que terminar com aquela motivação que sempre falta com o passar do tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *