Flex/ Flex 4/ Flex Builder 4

Até quando você terá projetos feitos em Flex 3 substituidos pelo Flex 4?

O Twitter te deixa bem preguiçoso quando o assunto é escrever em grande volume.
Embora esse texto não tenha cunho voltado para o Twitter e sim na migração de projetos feitos com o Flex 3.x para o Flex 4. Olha, faz tempo que eu queria escrever isso.

Já teve muita gente me perguntando com dúvidas em nossos cursos, via e-mail,etc. Se era melhor usar o Flex 4 já nos seus projetos ou continuar usando o Flex 3.x? Já teve a pergunta, eu devo aprender primeiro Flex 3 e depois pular para o Flex 4?
De todas essas perguntas eu compreendo que é um receio ao novo e lhe garanto que também já tive meu pé atrás com o Flex 4. Depois que escrevi isso, para depois passar na prática a coisa foi bem feia.
Só que eu queria deixar aqui minha mensagem a todos os leitores do blog e conseqüentemente a todos os desenvolvedores que conhecem o Flex. O Flex não morreu. Não apodrecerá e nem tampouco está horrível.
O grande medo que você pode sentir é ouvir boatos, Ah! Ainda é instável. Ah! Ainda é bugado, Ah! Ainda estão criando.
De fato todas as afirmações são corretas. Só que existe uma grande diferença entre um produto já homologado que é o caso do Flex 3.5.x SDK quanto ao Flex 4.0, Flex 4.1 e Flex 4.5.

Vamos aos fatos

Lascou tudo. A Adobe colocou as mãos pelos pés quando lançou o Flex 4 antes do Flash Player 10.1 e AIR 2.0 sair no mercado. Eu quando vi a troca de comentários nas correções de bugs um dia antes do lançamento eu pensei “Fudeu!”. Desculpem a palavra. Mais lançar o Flex 4 antes da finalização do Flash Player 10.1 e AIR 2.0 é um tremendo erro, não deu em outra, logo em seguida lançaram o Flex 4.1, saiba mais aqui e aqui.
Ai, todos nós nos deparamos com uma crise financeira dos diabos, a Adobe demite 600 funcionários, dos quais uma grande parte do time do Flex Builder, Flex Builder QA, Flex SDK, Flex DVM, Flex DVM QA foi mandado embora. Ficando ai pouco mais de 26 pessoas para trabalhar em um PUTA projeto que é líder de mercado no segmento.

Passado a crise, contratações continuam, e surge os rumores do HTML 5 que faz isso, faz aquilo, que o Flex tem que ser mobile também. Ai vem o MAX 2009 e ela apresenta o futuro do SDK do Flex que suportará dispositivos móveis, antes era chamado de Slider, e agora chamado de Hero.

Pensei UAU! Que mudança. Agora triste por saber que o Flex 4.5 não terá nightlybuilds , aqueles builds que você adora quando vive na beira do penhasco.
Tanta coisa acontecendo e eles não sabem para onde atirar, Sai o Matt Chotin gerente do SDK e vai para uma cadeira de diretor do produto Flex e entra a Deepa antes engenheira agora gerente, pensei, agora vai. Agora vai mudar à passos largos. Enganei-me.

Continuou no mesmo ritmo e a passos normais, listas de discussão diminuíram o tráfego, comunidade está perdida sem saber se o Flex 4 vai vingar ou se o produto está morto. Está um verdadeiro dilema que qualquer tecnologia que chega ao topo tem. Como se manter lá? Eis a ciência do negócio.

Ouvi a história uma vez que a Adobe tinha aberto o código fonte do Flex SDK, tanto compiladores quanto tudo.
De fato é aberto, mais já prestaram atenção que o novo SDK do Flex 4 você não consegue customizar de maneira fácil a GUI do seu sistema como era feito ainda no Flex 3?
Eles nos deram o pão, mais a manteiga e a faca ainda continua deles. Sabe o que é a manteiga e a faca? Chama-se o Flash Facalyst (Oops, Flash Catalyst) e Suite de produtos CS5.
Como disse, é tudo fato verídico, onde essas frases são a mais nua e crua verdade.
Porém, nada está perdido, eis que surge uma luz no final do túnel, e não é o trem.

Acabei me empolgando e desviei do assunto. É possível aplicar o jeitinho brasileiro nisso tudo e contornar todos esses problemas? Mais é claro. Se político tem jeito de driblar a lei, por que agente não?

Nunca desista

É o lema, o Flex 4 fora isso que comentei, que ao meu vê são problemas administrativos de decisões erradas que podem dar em merda. O Produto em si é uma excelência. Eles conseguiram mudar muita coisa que eu acharia impossível em 1 ano e 8 meses de trabalho. Eu tava apostando que eles conseguiram uns 50%, mais no final mesmo ainda em mudanças constantes eu digo que eles chegaram a 80%.
É válido migrar tudo para Flex 4.1?
Sim, aprenda desde agora que o Flex 4 não é apenas uma nova versão do produto, é uma nova versão do paradigma de GUI, eles estão ajudando você a entender que sua interface é modular, flexível, customizada de acordo com as regras do negócio. O Flex 4 vai render e ficar no mercado de vez por mais 3 anos ou até mais que isso.

E o Flex 3.x simplesmente será abandonado?

Já começou. Onde a própria Adobe disse que ia parar. Já fazem 9 meses que eles não mexem mais no SDK, à não ser para consertar bugs antigos ou bugs que impeçam que o SDK pare de funcionar.
As maiores e significativas mudanças é no SDK 4, onde eles tem um grande processo de implementação de novas idéias, de novos frameworks. Eu não deixaria de pensar em migrar um sistema antigo em Flex 2/3 para o Flex 4.

Então eu simplesmente largo a mão do Flex 3 e passo a usar o Flex 4?

Não estou dizendo isso, eu digo à você que, se sua empresa ou cliente precisa usar os novos benefícios do Flex 4 como RSL avançado, customização de telas, velocidade, aumento de performance, melhorias na comunicação remota, entre outras mais de 40 grandes novidades, então é importante que você migre para o Flex 4. E o mais importante que ela/ele tenham dinheiro para investir nisso.
Agora se você está chegando agora ou se tem um projeto em vista que precisa ser feito em Flex. Eu aconselho você pular do Flex 3 e partir para o Flex 4 de imediato.
Ah! Mais eu ainda tenho muita coisa em Flex 3 que demorará muito tempo para ser migrada e meu cliente não quer pagar para migração. Então aconselhe a ele que o sistema dele está fadado ao descaso não mais que 2 anos.
Flex 4 tem suporte a dispositivos móveis otimizado, tem componentes que rodam 4x mais rápido que na versão anterior, é mais leve, é muito mais amigo do designer e fiel ao que o cliente gosta de usar.
Então quer dizer que se eu começar a usar o Flex 4 eu vou re-escrever tudo que eu já tinha no Flex 3?
Claro que não, não seja tolo, você respeitou o ciclo de vida de componentes, criou novos componentes baseados no UIComponent, etc. Então você terá uma grande chance de escrever pouca coisa.
Então, vendo tudo isso, em todos os ângulos, vou ajudar vocês a entender melhor os benefícios do Flex 4, como temos ajudado nossos alunos nos cursos on-line, escrevendo mais a migração do Flex 3 para o Flex 4 e a experiência que tivemos nos últimos 9 meses usando o SDK.
Finalizando, se você continuar vivo pelos próximos 3 meses, garanto que você terá excelentes surpresas pela frente, no ramo de Flex. Otimismo meu amigo, Otimismo. Tempo é um luxo que todos nós temos, prazos não.

4 thoughts on “Até quando você terá projetos feitos em Flex 3 substituidos pelo Flex 4?

  1. Faltou uma coisa ai Igor… independente de manter os projetos em Flex 3 ou migrar pra Flex 4, uma recomendação é desde já passar para o Flash Builder (4). Vc pode continuar seus projetos em Flex 3.5, mas usar todos os novos recursos do FB4, como:
    – data services
    – asdoc (nos tooltips)
    – auto formatação
    – network monitor
    – etc, etc

  2. Boa tarde Igor! Primeiramente parabéns pelo blog. A comunidade Flex agradece!
    Tenho duas dúvidas relacionadas ao tópico:
    1ª: Temos uma aplicação feita em Flex 3.2 e usamos RSL, consigo usar uma aplicação feita no Flex 4 e carregar os SWF gerado pelo Flex 3?
    2ª: Onde posso achar essas 40 diferenças que vc citou para eu mostrar ao meu chefe, para poder migar o mais rápido possível, é que aqui eu não tenhu Internet 100% liberada… rs
    Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *