Apache Cordova/ Iphone/ Phonegap

Phonegap 3.0 distribuído como uma aplicação NodeJS e o bug no iOS 7

cordova_plugin_diagram

Faz um tempo que eu não posto nada aqui sobre o Phonegap desde a última vez que comentei sobre suas novas mudanças planejadas para a versão 3.0.

Quem tentar baixar manualmente a versão 3.0 do Phonegap, vai notar que agora ele requer que você instale como se fosse um módulo para NodeJS, para quem não está acostumado a esse formato basta seguir os seguintes passos.

Baixar o NodeJS
[quote style=”1″]Instale a versão compatível com seu ambiente, usuários do Windows basta ir em Iniciar -> Meu Computador e ver qual versão seu Windows é x86(32bits) ou x64[/quote]

Lembre-se que ao instalar, instale ele global, assim ele vai adicionar o diretório do NodeJS no Path do seu windows.

Para MAC OSX é mais fácil, só criar um arquivo .bash_profile apontando para onde o nodejs está guardado.

O Pacote do NodeJS vem com um gerenciador de pacotes npm(Node Package Manager), é através dele que o Phonegap 3.0 em diante será distribuido.

Uma vez que você baixou o NodeJS, basta abrir o console de comandos, e digitar:

[highlight bg=”#98b55f” color=”#0d0f12″]npm install -g phonegap[/highlight]

Ele vai baixar todos os pacotes relacionados ao Phonegap de forma global, assim você não precisa ficar copiando sempre um novo phonegap para cada projeto que for criando.

Quem ainda quiser fazer da forma antiga, só será possível através do projeto Apache Cordova.

Bug no iOS 7

Para quem está com problemas no iOS 7, existe um bug relacionado a aplicação dar um salto de 20px, relatado aqui.

Para corrigir basta fazer isso.

function onDeviceReady() {
    if (parseFloat(window.device.version) === 7.0) {
          document.body.style.marginTop = "20px";
    }
}
 
document.addEventListener('deviceready', onDeviceReady, false);
ios/ iPad/ Iphone/ Mobile/ Negócios/ Notícias/ Pessoal

92.6% do mercado de smartphone é Android ou iOS, só que nem tudo que reluz é ouro

smartphones
[quote style=”1″] De acordo com a Gartner, 92,6% dos smartphones vendidos no primeiro trimestre de 2013 eram Android ou iOS. Os outros sistemas têm participação ínfima: BlackBerry (3%), Windows Phone (2,9%) e Bada (0,7%). Os dados divulgados pela IDC não são muito diferentes, mas dão o terceiro lugar para o Windows Phone, que alcançou 3,2% de participação de mercado.
[/quote]

Porém, nem tudo que reluz é ouro, vender para smartphone só por que ele lidera a lista não quer dizer que aquela plataforma paga suas contas necessariamente. Existe um ponto flutuante entre a plataforma e o ecosistema que sustenta ela.

Sem dúvida, para minha realidade, eu ganho mais dinheiro na Apple Store do que vendendo Apps para o Android, eu costumo fazer mais Apps para Apple do que para Windows e costumo fazer mais Apps para Blackberry do que para a Nokia.

Dá para ganhar dinheiro principalmente com plataformas emergenciais, fomentando a classe C e D do mundo, o Firefox OS mesmo é minha aposta para ganhar dinheiro diretamente com o público final.

Como 99% do tempo fazendo Apps para terceiros lucracrem sobre usuários finais, você acaba não faturando tanto quanto seu cliente fatura, mas manter o cheque recebível mensalmente é outra história.

Desde que lançaram a moda de Smartphones em 2007 a quantidade de apps que criamos para clientes foram:

[table style=”1″]
Apple Android Blackberry
49 Apps 21 Apps 13 Apps
[/table]

Destas apps 80% são gratuitas e envolve campanhas publicitárias, mercado de publicação digital, 12% são games e 8% apps institucionais.

De todas elas, a mais lucrativa foi a Blackberry, Apple Store dá dinheiro, mas não tanto. O mercado de Android é saturado, ou você distribui a App de graça com propaganda ou nem dinheiro para um burger king você vai ter.

Fonte: http://www.gartner.com/newsroom/id/2482816

ios/ iPad/ Iphone/ Mobile/ Negócios/ Notícias/ Phonegap

As plataformas preferidas do desenvolvedor Mobile esse ano e no próximo

mobile_war

Dizem que uma foto vale mais do que mil palavras, e uma foto mostrando um gráfico vale mais do que mil argumentos sem cabimentos.

Eu gosto de acreditar nesses fatos já que está ai com o tempo provando que é o que é.

grafico_mobile_2013

 

 

O gráfico acima, pertence a empresa AppCelerator, que faz uma pesquisa a cada quatro meses para medir a confiabilidade do desenvolvedor ao mercado e predicar onde o desenvolvedor está atento.

iOS e Android continuam sendo os mercados onde desenvolvedores utilizam suas habilidades para ganhar dinheiro. E um fato bem importante é que nesse relatório, o Google Nexus que é o Tablet do Google ganhou bastante na disparada para competir com o Tablet da Apple.

A Blackberry está cambaleando com seus 9% de preferência, perdendo para o estreante Windows Phone, que em 2013 será alvo de grande especulação na competição.

Veja na íntegra aqui o relatório.

AIR Mobile/ Android/ Apache Cordova/ ios/ iPad/ Iphone/ JQuery Mobile/ Phonegap/ Tablets

Apache Cordova vs Adobe AIR para dispositivos móveis

cordova_logo

É bom ter competitividade na esfera web, assim nasce projetos fantásticos que ajudam o desenvolvedor a criar soluções práticas e rápidas.
Este é o caso do Apache Cordova aka “Phonegap”, o Cordova tem surpreendido diversos desenvolvedores móveis, pela sua praticidade em acessar recursos nativos do aparelho para diferentes plataformas móveis, assim como o Adobe AIR o Apache Cordova te ajuda de uma maneira fácil acessar calendário, contato, notificações, alertas, vibrar, geolocalização, compasso e uma diversidade de novas funções built-in que vem no seu celular.

Depois de gastar um bom tempo estudando seu modelo, seu comportamento e como ele trabalha, decidi escrever um post sobre ele e compara-lo ao Adobe AIR, o que nesse caso eu tenho mais intimidade.

Assim como em qualquer tecnologia, você tem os pros e cons, acho que com isso você já tem uma noção maior do que usar e o que não usar, colocando em mente que cada caso é obrigatório analisar primeiro antes de decidir.

Apache Cordova

Pros:

  • Atinge 6 plataformas com uma só API
  • 90% de sua API já é built-in ( Vibration, BatteryLevel, Menu, Alertas, Calendário, Contatos)
  • Possibilita você criar suas extensões próprias com facilidade
  • Larga comunidade e alta frequência de builds.
  • Curva de aprendizagem muito rápida
  • Arquivo de instalação leve máx (4mb)
  • Performance de execução do App e efeitos de transição beira o nativo.
  • Interface pode ser feita em HTML/CSS/JS o que muito designer pode criar suas próprias Apps facilmente.
  • Componentes são criados e desacoplados em tempo de execução
  • Interfae é interpretada por um navegador interno WebKit

Cons:

  • Diversos frameworks para UI, faz você se perder em qual usar para seu projeto
  • Não tem suporte a HTTPS
  • Não suporta gestos por padrão, você tem que usar biblioteca externa para isso.
  • Ainda para dispositivos ios você tem que colocar o velho POG em ação para aceleração de hardware
  • Documentação é pobre de exemplos
  • Sem suporte a SQlite por padrão
  • Não suporta encriptação do sqlite
  • Suporta transferencia de dados em XML/JSON

 

Adobe AIR  3.5 para mobile

Pros:

  • Atinge apenas (Android 2.3.3+, ios 3.1+ e Blackberry Playbook)
  • Ciclo de vida de componentes baseado em eventos
  • Suporte a gestos por padrão
  • Suporta transferencia de arquivos em AMF/AMF3/JSON/XML
  • Suporta HTTPS/ SQLite/ Webcam/Audio e Video
  • Live stream de videos
  • Componentes já pré-fabricados usando o Flex Framework
  • Performance de 60fps quando usadas as classes Stage3D
  • Documentação extensa

Cons:

  • Arquivo de instalação ~10mb o que é grande para se transmitir via 3G
  • Interface é compilada e rendenizada
  • Suporta recursos nativos apenas se você extender com o ANE
  • Rendenização de texto é um pesadelo
  • Layout fluido para diversas telas diferentes é um POG gigantesco
  • Performance lenta quando se tem mais de 5 views
  • Ciclo de 24fps deixa qualquer celular com Android 2.3.3 lento
  • Não melhora o gerenciamento da bateria.

 

Claro que tem outros pros e cons de cada tecnologia, só que essas são as mais corriqueiras que você vai ver em grande parte dos casos quando for escolher.

E qual devo usar? Essa deve ser sua pergunta agora depois de ter lido os pros e cons. Minha resposta é vai depender de seu caso e o que você precisa fazer.

Um exemplo é, se você vai fazer jogos, eu lhe aconselho usar o Adobe AIR, já que a performance é melhor e muito mais fácil para criar jogos, agora se você vai fazer uma App para empresa que ela coleta informações de inventário, informações de cliente ou um App para registro de compras, o Apache Cordova é seu melhor parceiro.

Depois de duzias de Apps escritos, eu estou considerando o Apache Cordova como primeira opção e logo em seguida o Adobe AIR para boa parte dos Apps que escrevo diariamente.

Pergunto a você quais foram seus maiores problemas entre as duas plataformas?

Dicas/ ios/ iPad/ Iphone/ Pessoal

15 aplicativos necessários para desenvolvedores Web/Mobile que usam o Mac OSX

cocoa_cup

Recentemente, meu tempo gasto com desenvolvimento foi dividido entre duas plataformas, Windows e Mac OSX. O grande problema é se ambientar na nova plataforma, como no Windows eu tenho facilidade em montar toda as ferramentas necessárias para desenvolvimento, já que estou acostumado, no Mac OSX eu tive pouca dificuldade, já que boa parte dos softwares existentes no Windows tem para Mac OSX.

Uma dica importante é, atualize a memória do seu Mac ao menos com 4Gb de memória, eu uso os
Eu perguntei no twitter se alguém tinha algum link para me ajudar a montar o ambiente, como não tive resposta, decidir sair na busca e ir instalando aquilo que eu julguei necessário para montar um ambiente que atenda as minhas necessidades.

Compartilho com vocês essa lista de softwares necessários.

1 – Adobe Creative Suite CS6
– Adobe Flash
– Flash Builder 4.6
– Adobe Photoshop
– Adobe Fireworks
– Adobe Illustrator
2 – Eclipse IDE para Mac OSX

3 – MAMP para desenvolvimento Web com PHP

4 – Git OSX para controle de versão

5 – Dropbox para Mac OSX

6 – SublimeText

7 – XCode

8 – Free Memory cleaner

9 – CCleaner para Mac OSX

10 – Miro Video Converter

11 – FileZilla FTP

12 – Camtasia Studio

13 – Navicat Premium

14 – Google Chromium

15 – Não é bem Apps, mas frameworks que ajudam a criar AppsAndroid SDK, Corona SDK, TideSDK, PhoneGap

Um App adicional que isso é bem pessoal é o Things, um organizador de To-do-list. Baratinho e muito útil.

Se vocês tiverem outras ferramentas e que seja útil, deixe o link abaixo nos comentários.

AIR Mobile/ Blackberry/ Flex Mobile Framework/ iPad/ Iphone/ Negócios/ Notícias

Flex, Dinheiro e Mobile venha a ver no Campus Party 2012

campusparty2012

Fala meus queridos leitores. Como foi o mês de janeiro para vocês? Muita coisa bacana rolando na IDE, Git, celular?

Deixa eu te contar, hoje começa o Campus Party 2012. O maior evento da TI da América Latina, com muito nerd por metro quadrado já visto. Se bem que essa visão de Nerd já é ultrapassada, alias, lá você verá muito empreendedor jovem, cheios de idéias brilhantes para colaborar com o futuro do país. É assim que eu vejo o evento.

Esse ano dentre várias novidades, uma delas a minha favorita Michio Kaku, e também os 20G/s de conexão. Quem sabe um dia não temos uma conexão dessas por R$9,99??

O Campus Party mudou de lugar, agora está no pavilhão do Anhembi, o mesmo que acontece o Salão do Automóvel. Bem melhor mesmo, visto que é mais fácil de chegar de metrô ou taxi.

Ano passado eu palestrei lá, quem não viu, pode assistir novamente aqui. Passou-se o ano e o David me chamou para palestrar mais uma vez no evento. Eu aceitei o desafio e vou levar comigo 2 palestras.

No dia 10/02 será as duas palestras, a primeira sobre Flex 4.6 e os avanços no SDK, além de falar também um pouco da mudança para fundação Apache.

Adobe Flex 4.6: três plataformas e um só código fonte.

E a outra palestra tem mais a ver com ganhar dinheiro no mundo móvel

Como ganhar dinheiro no mundo mobile?

Nessa palestra, eu vou falar de minhas frustrações e alívios em diferentes plataformas, diferentes SDK e diferentes políticas de distribuição de Apps. Além disso, claro, como tirar proveito e ser lucrativo com Apps.

Eu vejo vocês na área de Inovação(Ala Azul) da Campus Party 2012.

Até breve.

AIR Mobile/ Flex/ Flex 4/ Flex Builder 4/ Flex Mobile Framework/ iPad/ Iphone

Novo curso da RIACycle Flex para dispositivos móveis

Como vocês viram no último post a Adobe recentemente lançou o Flex 4.5 e Flash Builder 4.5 para criação de aplicações móveis usando o Flex.

Criação de aplicações móveis com Flex tem sido um debate pertinente em nosso dia-a-dia, assim como várias palestras.
bannerflexmobile

E através disso, acabamos de lançar o curso Flex para dispositivos móveis na RIACycle onde eu sou o instrutor.

Participe, são vagas limitadas.

AIR Mobile/ Android/ Eventos/ Flex/ Flex 4/ Flex Mobile Framework/ iPad/ Iphone/ Open-source

Gravação/Slides/Codigo fonte do Flex Mobile no Campus Party Brasil 2011

Quem perdeu ou não teve a oportunidade de ir até o Campus Party 2011. Não fique triste, na TV Campus Party existe todas as gravações de cada palestra que rolou por la; Inclusive a minha.

Então quem quer aprender um pouco, rir e se interter , aqui vai a gravação publicada no youtube.

No do próximo ano você deve ir, é um evento gigante com várias pessoas do Brasil inteiro, eu achei que o público era apenas adolescentes com vontade de baixar torrents pela velocidade da internet, pelo contrário, tem vários networks rolando durante o evento e a probabilidade de sair uma start-up nova é gigantesca.

Slides da palestra: http://slideshare.net/igorcosta
Código fonte da aplicação demonstrada: Código fonte
Baixar o Flash Builder “Burrito” : http://labs.adobe.com
Baixar o PlayBook SDK e Emuladores: http://us.blackberry.com/developers/tablet/

AIR Mobile/ iPad/ Iphone

Aplicações Flex/Flash para iPhone e iPad podem ser publicadas na Apple Store

Quem acompanha o Twitter, viu eu falar que quem vivesse por mais 3 meses teria grandes surpresas, uma delas é a notícia que saiu hoje no site da Apple. Não que eu já tivesse essa informação de uma certa forma privilegiada, mais rumores nos corredores indicavam que a Apple estava planejando isso. Porém como boato não é nada concreto, fiquei na espera para ver se era realmente verdade.

September 9, 2010
Statement by Apple on App Store Review Guidelines

The App Store℠ has revolutionized the way mobile applications are developed and distributed. With over 250,000 apps and 6.5 billion downloads, the App Store has become the world’s largest mobile application platform and App Store developers have earned over one billion dollars from the sales of their apps.

We are continually trying to make the App Store even better. We have listened to our developers and taken much of their feedback to heart. Based on their input, today we are making some important changes to our iOS Developer Program license in sections 3.3.1, 3.3.2 and 3.3.9 to relax some restrictions we put in place earlier this year.

In particular, we are relaxing all restrictions on the development tools used to create iOS apps, as long as the resulting apps do not download any code. This should give developers the flexibility they want, while preserving the security we need.

In addition, for the first time we are publishing the App Store Review Guidelines to help developers understand how we review submitted apps. We hope it will make us more transparent and help our developers create even more successful apps for the App Store.

The App Store is perhaps the most important milestone in the history of mobile software. Working together with our developers, we will continue to surprise and delight our users with innovative mobile apps.

http://www.apple.com/pr/library/2010/09/09statement.html

AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!! Parabéns Apple pela sua postura e transparência em não só assumir erros como também pedir desculpas e relaxar mais um pouco no protecionismo de seus produtos para desenvolvedores. Granto que o Steve Jobs agora ganhou meu respeito, mais do que já tinha sobre suas idéias.

As sessões 3.3.1 e 3.3.1, 3.3.2 e 3.3.9, podem aceitar LLVM, coisa que o Packager para iphone e ipad da Adobe faz divinamente e o que acabou gerando um grande atrito entre ambas as empresas e uma rede de desenvolvedores dos produtos da Adobe.

Porém vale ressaltar que sua aplicação não deve baixar nenhum código, que ela respeite essa clausula você pode usar LLVM de Actionscript 3.0 para Objective-C é de boa.

Tenho certeza que a competitividade e o espírito de livre escolha imperou nessa decisão da Apple, que foi de muito bom grado. Agora se você correr rápido pode baixar gratuitamente o Packager para iPhone e iPad antes que a Adobe cobre por isso.

Maravilha ganhar essa notícia em plena semana.