Flex/ Oportunidades de emprego

O Brasil precisa de desenvolvedores Flex

fxbrasil

Todo santo dia eu recebo 1 ou 2 e-mails de empresas, pessoas, gerentes que estão em busca de desenvolvedores de vários níveis que dominem o Adobe Flex.

Do Oiapoque ao Chuí desse Brasil tem empresas sérias, pequenas e grandes precisando de desenvolvedores Flex. Na RIACycle temos on-line um curso de Flex 4 Essencial e uma série de treinamentos voltados para plataforma Flex, já estamos beirando os 2 mil alunos atendidos.

Tenho visto que a demanda aumentou mais do que a oferta, lá atrás lançamos os cursos on-line por não conseguir atender a demanda presencial por causa de calendários disponíveis, mesmo assim ainda falta profissional qualificado para trabalhar.

Temos 6 vagas em aberto para desenvolvedores Flex só na RIACycle, a DClick do Rio de Janeiro precisa de mais 10 , e mais duas dúzias de vagas em aberto por outras empresas que mensalmente reforçam os anúnicos de vaga para trabalhar.

Meu post não tem nada a ver com os cursos ao qual eu ministro, mais sim, na excassez de profissionais que dominem o Flex. Você pode está meio perdido, mais temos a 2th maior comunidade Flex no mundo, fizemos um trabalho bem feito em divulgar, evangelizar o produto e mesmo assim todos os profissionais competentes de Flex já estão empregados e o mercado precisa de mais e mais.

Você está ai parado, desmotivado com seu emprego, ama e domina o Flex? Entre em contato comigo via Twitter, e-mail, como você achar melhor, eu tenho várias oportunidades prontas que posso te indicar.

9 thoughts on “O Brasil precisa de desenvolvedores Flex

  1. Ola Igor tudo bem.

    Cara primeiro gostaria de dizer que sou seu fã e admiro seu trabalho e sei do quanto você trabalha para divulgar a linguagem Flex no Brasil, leio todos os seus posts e ate ja fiz um dos seus cursos, mais vamos falar sobre este pots.
    Cara eu sou desenvolvedor Flash vinda da área de flash publicitário que ja passa por este problema a muito tempo ou o profissional vai trabalha numa agencia e é escravizado (eu digo isso porque é um profissional mal remunerado que trabalha como um louco muitas vezes mais de 12 horas por dia sem nenhuma projeção profissional o cara começa naquilo e vai ser aquilo ate ter um bom portfólio), depois este mesmo profissional vê que pode ser freela e começa a trabalhar em casa ganha-se mais e se torna mais escravo ( trabalha em vez de 12, 24 horas pede muitas vezes a vida social coisa que ja não tinha e ate ter um carteira onde pode fazer o seus preço tem que se sujeitar a muita coisa), este é o mundo flash que pelo que eu vejo não muda muito do mundo flex e isso da um pouco de medo para quem vê esta área como uma escravidão sem uma projeção profissional como é em muitas área em que você sabe onde vai chegar.
    E mais os cursos nestas áreas sempre são caros e muitos dos profissionais não tem uma representação nem profissional ou sindical ninguém fala por nos, os salários não são regulamentados e tem muta gente que se aproveita disso.
    Bom eu posso esta falando besteira mais veja isso, poucas são as empresas que valorizam os profissionais eu mesmo gostaria de uma oportunidade nesta área mais como não tenho muito que mostra é difícil, ate tentei me candidatando como estagiário mais aos 37anos o pessoal não da esta chance.

    Ai esta meu desabafo espero ter ajudado em alguma coisa mais é como eu vejo.

    Um abraço.

  2. isso me faz lembrar da campanha da Adobe nos EUA, está desempregado? Aprenda Flex…

    está extremamente difícil achar gente para trabalhar com Flex aqui no RJ…

    um incentivo: devido a falta de mão de obra, os poucos profissionais que são bons são bem valorizados $

    esse atual modismo e comodisto de linguagens com geradores de código, gerou um desaparecimento de profissionais capacitados para trabalhar em equipe e em ambientes corporativos…

  3. Bom dia senhores,

    Essa é a realidade para a área de TI em geral, falta programadores em todas as linguagens de programação e com Flex não é diferente, falta muito profissional no mercado.

  4. É muito bom saber que a tecnológia precisa de profissionais, isso mostra que a aceitação do mercado e mostra que temos emprego.

    Quanto a falta de profissionais, também temos o fato de que muitos profissionais que aprendeu ou está aprendendo Flex não trabalha com ela. O meu caso, por exemplo!

    Acho que falta criar um canal de divulgação de oportunidades para profissionais de flex e obtação de profissionais. Seria legal, pois tb teriamos um cadastro dos profissionais, dando uma visão: oportunidade X demanda.

  5. “linguagens/frameworks com geradores de código” entende-se por RubyOnRails, por exemplo.. mas hj já tem vários outros fw geradores de códigos nas mais diversas linguagens.

    A questão, “Z”, é q de um tempo pra cá houve um grande número de pessoas que aprenderam a fazer “scaffold ” em algum framework por aí e se acharam devs. Agora, qnd o mercado – principalmente o corporativo, akele que paga mais – precisa de devs q saibam OO, Design Patterns, tenham noção de desempenho/escabilidade/manutenabilidade, etc… nao se acha em lugar algum, daí dá nisso: “Apagao da TI”, mas nao só de qualquer TI, mas dakela TI especializada. Isso realmente afeta em qualquer área (qualquer linguagem), mas ultimamente tem afetado muito o “mundo” Flex. Até tem bastante flexer no Brasil, mas a maioria nao passam de arrastadores de componentes em Design View, ou qnd muito, fazem um drag-n-drop entre listas.

    []’s

  6. Amigo, por favor, me dê uma luz de onde conseguir o flex 3 para ubuntu.
    No trabalho usamos flex 3 +php+linux e pretendo fazer uns projetos em casa, mas não encontro em lugar nenhum….ajude um amigo desesperado por conhecimento….Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *